Lançamentos de Livros

Livro 1TítuloPesquisa em comunicação: registros, olhares e narrativas
Autores(as)
Francisco Aquinei Timóteo Queirós¹, Francielle Maria Modesto Mendes² e Wagner da Costa Silva³

Este livro reúne resultados de monografias, dissertações e teses de doutorado, abordando questões candentes no atual cenário da comunicação no país e, principalmente, no estado do Acre. O trabalho é resultado das discussões do Grupo de Pesquisa Comunicação, Sociedade e Cultura, formado pelos professores Francisco Aquinei Timóteo Queirós, Francielle Maria Modesto Mendes e Wagner da Costa Silva. O primeiro volume da série de livros “Pesquisa em Comunicação: registros, olhares e narrativas”, pretende fomentar a produção científica dos professores e de seus orientandos a partir dos trabalhos de pesquisa vinculados ao grupo. A obra reúne trabalhos produzidos entre os anos de 2008 a 2013. O mosaico narrativo construído pelos trabalhos deste livro mostra a diversidade da pesquisa acadêmica em comunicação no Acre, um campo fértil de discussão que começa a ser explorado teórico e metodologicamente.

[1] Professor do Curso de Comunicação Social/Jornalismo da Universidade Federal do Acre (UFAC). Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação, na linha de pesquisa Linguagem e Práticas Jornalísticas, na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Pesquisador vinculado ao grupo de Pesquisa Comunicação, Sociedade e Cultura. aquinei@gmail.com.

[2] Professora do Curso de Comunicação Social/Jornalismo da Universidade Federal do Acre (UFAC). Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Pesquisadora vinculada ao grupo de Pesquisa Comunicação, Sociedade e Cultura. franciellemodesto@gmail.com.

[3] Professor do Curso de Comunicação Social/Jornalismo da Universidade Federal do Acre (UFAC). Doutor em Educação pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Pesquisador vinculado ao grupo de Pesquisa Comunicação, Sociedade e Cultura. wagnercostas@ hotmail.com.


AmericaNegra_ElioFerreiraTítuloAmérica Negra & outros poemas afro-brasileiros
Autor
: Elio Ferreira

No panorama da atual poesia brasileira – livre de conceitos formais hegemônicos – é amplamente rica e variada a profusão de formas e estilos, de norte a sul do país. O que antes se restringia ao dualismo de dois parâmetros confrontantes (tradição e vanguarda), hoje se desdobra em variados matizes, entre os quais, a Poesia Étnica. O livro “América Negra”, de Elio Ferreira, aborda este viés. Trata-se de uma poética de nítida interface com o grito, historicamente represado, do povo negro. Aqui, são elencados, numa linguagem ao rés do real, as mazelas sociais que nos acompanham desde a colonização. São agruras e injustiças que se debatem no espelho das relações da vida miúda, e que representam os principais entraves para distanciar os afrodescendentes dos espaços de excelência na escala social. Elio Ferreira, em sua aventura poética, faz o corpo de delito de um povo que assassinado de tantas maneiras, no físico e no imaginário, heroicamente, se recusa a morrer (Salgado Maranhão).


EntreNegroseBrancosTítuloEntre negros e brancos, o que ficou? Diásporas, identidades e representações em literaturas africanas e afrodescendentes nas Américas
Autores(as)
: Elenice Maria Nery, Elio Ferreira e Sílvia Maria Fernandes Alves da Silva Costa

Do resultado de uma disciplina surgiu esta coletânea, aliando a experiência e comprometimento dos organizadores, que foi realizada no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Piauí, Entre negros e brancos, o que ficou? Diásporas, identidades e representações em literaturas africanas e afrodescendentes nas Américas, coletânea que ora se torna pública, alerta uma vez mais que as narrativas literárias se encontram imersas em conflitos sociais. Condizente com a linha de pesquisa Literatura, Cultura e Sociedade, que ressalta justamente a forte ligação entre os textos literários e os contextos socioculturais nos quais são produzidos ou consumidos, os autores primaram por ressaltar os dilemas pessoais e coletivos representados nas narrativas literárias examinadas, resultando em um conjunto de textos no campo da crítica literária que dialoga diretamente com o entorno, com o mundo, não se enclausurando na torre de marfim ou se restringindo a análises estruturais que por tanto tempo marcaram os estudos literários (Sebastião Lopes).


Livro 4TítuloA Identidade na Fronteira Deslizante dos Estereótipos
Autora
: Sueleny Ribeiro Carvalho

A Identidade na Fronteira Deslizante dos Estereótipos, de Sueleny Carvalho, preza pela clareza da escrita. O texto flui com maestria, simplicidade e objetividade na abordagem crítica da obra literária, rompendo as amarras do senso comum, da tábula rasa ou juízo de valores. Estudiosos negros como Frantz Fanon, Homi K. Bhabha e Stuart Hall formam a base da fundamentação teórica. No presente estudo sobre Tenda dos Milagres, romance de Jorge Amado, o leitor será envolvido por uma teia de argumentos da leitura perspicaz que desvenda e desvela, a cada passo, o universo ambíguo e contraditório da representação do negro na narrativa de Amado, que se constitui do combate ao preconceito racial contra o negro à ideia da mestiçagem racial enquanto princípio de nacionalidade e branqueamento da população brasileira, da valorização da cultura negra ao regime de fixidez da imagem do negro em “fetiche sexual”. Este estereótipo discursivo, imaginário, permite a invisibilidade do negro, forja uma identidade estereotipada que, segundo Bhabha, representa “o lugar da fantasia no exercício do poder colonial” (Elio Ferreira).